Com a vitória do Flamengo contra o Grêmio no Maracanã, neste domingo, a equipe comandada por Andrade chegou ao seu sexto título brasileiro, o primeiro em 17 anos. Graças ao bom desempenho do centroavante Adriano, do lateral-direito Léo Moura, do goleiro Bruno e do meia Petkovic – entre outros destaques – a equipe carioca voltou a vencer o Campeonato Brasileiro. O último título rubro-negro numa competição nacional havia sido o da Copa do Brasil de 2006.

Para celebrar o feito do Fla, o VirgulaEsporte compila depoimentos de flamenguistas famosos como Jorge Vercillo, Toni Garrido e Diogo Nogueira.

Jards Macalé, cantor
“A arrancada foi espetacularl!!! É tão mais emocionante vencer como vencemos. Há muito que não acompanho um torneio tão surpreendente, tão vibrante! Sobre Adriano e Pet, saquei que individualmente eram dois jogadores de mão cheia (e de pés cheios). Até que demonstraram que tanto individualmente, como em equipe, eram uma dupla quase imbatível. Ia ao Maraca quando o Moreira da Silva me cedia as especiais que ele tinha ganho desde a inauguração do estádio. São lugares privilegiados onde via e ouvia tudo de pertinho. Essa vitória está sendo uma reviravolta para o Rio. O futebol carioca tem que se reaprender, voltar a jogar bola de verdade. O torcedor agradece”.

Jorge Vercillo, cantor
“Acho que um dos responsáveis pela arrancada do Flamengo é o Petkovic. Também acredito que a liderança e o espírito de equipe do técnico Andrade fizeram a diferença. Além disso, toda a garra e apoio da grande nação rubro-negra. Com certeza é mais emocionante o título, porque não ganhamos desde 1992. Para mim, principalmente, que vivi intensamente aqueles 3 a 2 contra o Atlético Mineiro no Maracanã. Naquele dia, eu acabei acompanhando pelo rádio. Cheguei no Maracanã e não tinha mais ingresso. O Flamengo é um time muito beneficiado pela torcida que tem, pois a fé sempre esteve muito próxima da simplicidade. Pelo fato de o Flamengo ser um time com uma torcida extremamente popular, me parece que se forma uma egrégora de energia positiva em cada jogo importante do Mengão”.

Toni Garrido, cantor
“Os principais responsáveis são o Andrade, pela grandeza da sua humildade; e o Adriano, pela resolução apaixonada de trocar os 600 mil euros pela verdade e pelo amor ao escudo. É mais emocionante este título por ser a primeira vez que toda uma geração poderá usufruir dele, como por exemplo minhas filhas que são mengão. Eu já sei da capacidade de superação do Flamengo, já aconteceu antes, arrancadas são comuns neste time. Só não esperava que os outros vacilassem tanto”.

Diogo Nogueira, cantor
“O time todo está de parabéns, mas alguns personagens foram muito importantes nesta arrancada. O Pet está em um dos melhores momentos da carreira e tem sido fundamental. O Adriano voltou a ser o grande imperador da Gávea. O Andrade soube conduzir todo o grupo e é um cara vitorioso. Ainda temos o Léo Moura, Bruno, Zé Roberto, William. Enfim, o grupo é fora de série. E essa torcida maravilhosa também faz a diferença, ainda mais na reta final. Um título brasileiro é sempre emocionante e esse virá em um momento muito especial, tornando o Flamengo hexacampeão brasileiro. Desde o início da arrancada, eu falava: se deixarem o mengão chegar, o título é nosso. É o que aconteceu”.

Sany Pitbull, DJ
“Curto essa coisa de botar pilha nos vascaínos e torci pela LDU no jogo contra o Fluminense, mas sou flamenguista não praticante. Na última vez que fui ao Maraca, tinha nove anos e fui muito contrariado ver Papai Noel… Hoje, fico feliz em ver a galera feliz. O povo carioca precisava disso… Tanta coisa ruim acontece por aqui e só a magia do futebol para dar uma “chuveirada” nesse povo tão feliz e sofredor. Viva o Flamengo”.

Grazy e Jessy-K, integrantes do Dolls
“A arrancada se deu pela chegada do Andrade, que trouxe um esquema tático muito bom. Com Maldonado e Petkovic, o time passou a se desenvolver melhor, dando uma alavancada em direção ao título. O título é emocionante, primeiramente pelos 17 anos de jejum no Brasileiro, e também pela repentina evolução no segundo turno. Nós sempre que podemos assistimos pela TV ou até mesmo no Maraca o nosso Mengão, mas por conta de nossa agenda não acompanhamos todos os jogos. Então ficamos por dentro de tudo por intermédio de nosso pai, que é rubro-negro de coração, e pela internet. Como torcedoras sempre acreditamos, mas foi surpreendente. O flamengo merece”.

Sem mais artigos