O governo brasileiro comprou nesta segunda-feira (16) o primeiro lote de vacinas contra a influenza A (H1N1) – gripe suína. O Ministério da Saúde negociou a compra de um lote inicial de 40 milhões de dose, a US$ 6,43 o preço unitário. Os medicamentos chegarão ao país no primeiro semestre de 2010 – possivelmente, em janeiro – e o ministério promete disponibilizá-lo antes do próximo inverno. O público-alvo que receberá gratuitamente a vacina ainda será definido.

O ministério disse que seis empresas apresentaram propostas de venda do medicamento, sendo escolhida a canadense GSK por ter oferecido o menor preço. Ainda de acordo com o ministério, a negociação gerou uma economia de R$ 39,4 milhões para os cofres públicos. O preço do Fundo Rotatório da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), o valor referência para a compra do medicamento, segundo o ministério, era US$ 7 a dose.

Ao todo, o país investirá R$ 444,698 milhões na compra deste primeiro lote, utilizando os recursos do crédito suplementar para enfrentamento da influenza A (H1N1) – gripe suína, de R$ 2,1 bilhões liberados pelo governo brasileiro em outubro deste ano.

Além deste lote, o Ministério da Saúde também pretende adquirir as vacinas produzidas pelo Instituto Butantan – único produtor na América Latina – e também por meio do Fundo Rotatório da OPAS.

Sem mais artigos