O Greenpeace rebaixou a Dell, a HP e a Lenovo em sua medição anual de empresas de tecnologia comprometidas com a preservação ambiental. As três fabricantes de computadores voltaram atrás nas suas promessas de eliminar as substâncias químicas tóxicas durante a produção de 2009, o que resultou na piora do posicionamento no ranking, divulgado na quinta-feira (02/04).

As três empresas chegaram a anunciar que eliminariam o PVC e os retardadores de chama baseados em bromato de seus produtos até o final de 2008, mas alegaram que foi impossível chegar à meta. A Lenovo estendeu o prazo para 2010. A HP e a Dell não se pronunciaram.

O Greenpeace disse que a Apple foi a única que iniciou a redução de substâncias químicas tóxicas.

A entidade também revelou que a Philips teve considerável redução no desperdício tecnológico, fazendo com que a companhia ocupasse o 4º lugar das companhias mais compromissadas com o ambiente (no ranking anterior, a empresa apareceu apenas na 15ª posição).

Como ocorre há anos, Nintendo e Microsoft aparecem nas últimas posições.

Sem mais artigos