Em um país em que livros de auto-ajuda são um fênomeno literário, dar conselhos e dicas “profissionais” é sempre sinal de sucesso. Um exemplo recente são os gurus virtuais que estão aderindo em massa ao Facebook.


 


Depois da brincadeira de virar um fazendeiro ou um mafioso dentre da rede social mais popular do mundo, a graça do momento é pedir conselhos para a Mãe Dinah, Pai Lolô, ou mesmo para o Mestre dos Magos e para o dr.House.


 


Não entendeu? Calma que a gente explica: um aplicativo chamado Quotes Creator permite que qualquer usuário crie um gerador de frases pré-estabelecidas. Pode-se elaborar quantas quiser, não existe um limite. Feito isso, depois é só divulgá-lo dentro da rede.


 


Quem quiser usá-lo terá de virar o seu fã. Assim, uma frase será sugerida toda vez que alguém for utilizá-lo. Pode-se publicar tal recado no perfil pessoal em seguida.


 


Os brasileiros, piadistas que são, pegaram esse aplicativo para criar inúmeros gurus virtuais de personagens fictícios, ou baseados em personalidades, que dão um conselho ou uma frase de efeito por dia. Nélson Rodrigues, por exemplo, ganhou o aplicativo Máximas Rodriguianas. A cada clique nele, recebe-se uma pérola lançada pelo escritor enquanto vivo. Exemplo: “Só o rosto é indecente. Do pescoço para baixo, podia-se andar nu”.


 


Já em Filosofia Houseriana, o mal-humorado dr. House solta alguma de suas reclamações clássicas, como “todo mundo mente”.


 


DICAS BAFO


 


Mas a graça mesmo são os tais gurus virtuais. Os que fazem mais sucesso são aqueles com apelo entre o público GLS. Dois já são hours concours dentro do Facebook: dicas BAFO e Dicas Astrais de Pai Lolô.


 


O primeiro, como o nome sugere, dá conselhos para “se jogar”. “Arrange um amante”, sugeriu o guru, que se apresenta em fotos de Maria Bethânia, agora de manhã. “Depile em formato coração para o seu amor”, indicou à tarde. Esse aplicativo, criado por um carioca que vive em Portugal, é seguido por mais de 60 mil pessoas.


 


Já o segundo, com quase 2 mil seguidores, é um personagem do ator Aloísio de Abreu. Pai Lolô é um místico e profeta fashionista, que deu à reportagem o segundo conselho neste sábado: “Como uma deusa, pai Lolô recomenda: para de olhar pra trás, zifia. Quem olha muito pra trás é porque está devendo. E tu tá devendo mudar tudo: joga fora a blusinha”.


 


O personagem deu tão certo que Abreu começou a produzir uma série de vídeos no YouTube com a sua criação.





Gurus virtuais viram moda no Facebook

Sem mais artigos