Ídolo do Palmeiras em pouco tempo de atuações e com números acima da média, o atacante Keirrison, ou K-9 como é chamado pela torcida alviverde, recebeu duras críticas de um ex-jogador do clube. César Maluco, que vestiu a camisa nove entre os anos de 1964 e 1974, afirmou que em breve o atleta começará a ser vaiado no Palestra Itália por falta de disposição.

“Sou conselheiro do Palmeiras, mas também sou torcedor, vivo nas arquibancadas. E já ouço algumas reclamações de que o Keirrison não divide as bolas. Joguei dez anos no Palmeiras e nunca ouvi uma vaia. E ele pode ser um ídolo aqui, por isso quero evitar que ele seja vaiado”, disse o ídolo palmeirense.

Segundo maior artilheiro da história do clube com 180 gols em 324 jogos, César Maluco sempre foi conhecido por sua raça dentro de campo, como se pode perceber no apelido de “Maluco” que completava seu nome. No entanto, o ex-atleta ressaltou as qualidades técnicas do K-9.

“O Keirrison pode até perder umas duas bolas, mas tem que dividir todas e falar: ‘essa é minha!’ Ele tem muita qualidade, joga pra c… O Kléber, com menos qualidade, se tornou ídolo em pouco tempo porque tinha garra. E o Keirrison, se ficar uns quatro, cinco anos, vai ser um dos maiores ídolos da história do Palmeiras”, completou César Maluco.

Sem mais artigos