A indústria paulista deve seguir sua trajetória de recuperação e a produção vai crescer 2,3% em agosto, na comparação com julho. Os dados fazem parte do Sinalizador da Produção Industrial (SPI) de São Paulo, pesquisa divulgada nesta segunda-feira (14) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Em julho, a mesma pesquisa apontou para um crescimento de 2,5% na comparação com junho. No entanto, os números oficiais do crescimento da produção da indústria paulista, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontaram para um avanço de 1,4% naquele mês.

Na comparação anual, o SPI divulgado nesta segunda-feira teve uma queda de 7,5% levando em consideração o mesmo mês do ano passado. Na comparação dos últimos 12 meses até agosto, com os 12 meses imediatamente anteriores, a taxa do SPI foi negativa, de 9,2% – a mais intensa queda da série histórica iniciada em 1992.

O objetivo do estudo é antecipar as tendências da atividade industrial no estado paulista. O levantamento é feito em parceria da FGV com a AES Eletropaulo.

Sem mais artigos