Está atrás do emprego dos seus sonhos? Então esqueça o bom velho currículo como você o conheceu e aposte em blogs, rede sociais, vídeo-currículos e outras ajudinhas da web para turbinar seu perfil profissional. Cada vez mais empresas valorizam candidatos com uma “vida virtual” farta, com direito a blogs, sites e redes de relacionamento.


No entanto, para fazer a diferença na hora de se candidatar a uma vaga, é preciso ficar atento à relevância do material que você posta no blog, às comunidades as quais você faz parte e também na forma como utiliza esses recursos a seu favor, profissionalmente falando. Listamos uma série de dicas de “etiqueta” para participar do mundo virtual sem fazer feio com seu futuro chefe. Veja!


Blogs: Ter um blog pode ser um diferencial na hora de brigar por uma vaga, mas não é qualquer tipo que faz a diferença. Diários virtuais não levam ninguém ao emprego dos sonhos, afinal, não interessa ao seu futuro chefe suas brigas com o namorado ou seus devaneios sobre a vida. O mais adequado é investir em um assunto que seja do seu interesse e domínio, como música, moda, cinema, literatura, séries de TV. Se você quer uma vaga em jornalismo, por exemplo, o blog pode ser uma área interessante para mostrar suas idéias, escrever matérias autorais, publicar coberturas diversas, enfim, explorar sua futura profissão.


Redes Sociais: Além dos populares Orkut, Facebook, Youtube e MySpace, é muito legal participar de redes voltadas à atividade profissional, como o Linkedin, uma das mais famosas do mundo. A idéia é manter contato com profissionais do seu ramo de atuação, mas é preciso ter um perfil adequado pra que as pessoas sintam-se curiosas sobre sua página. Algumas dicas importantes: 1) Publique em seu perfil uma foto profissional. Aquela do churrasco com os amigos não vale de jeito nenhum. 2) Seja breve e objetivo na descrição de seu perfil. 3) Seja honesto em sua biografia. Assim como no currículo tradicional, o importante é ressaltar suas qualidades e ser sincero em relação aos seus defeitos. 4) Escolha uma URL que facilite ser achado por outras pessoas. Use o recurso do Linkedin de personalizar sua URL, colocando seu nome no final do endereço eletrônico.


Vídeo currículo: Ainda pouco utilizado no Brasil, o formato em vídeo do currículo tradicional já é muito comum na Europa e nos Estados Unidos e aos poucos começa a ser conhecido por aqui também. Diferente do modelo de papel, o vídeo valoriza mais algumas qualidades e deixa mais claro o perfil do candidato. Ótimo pra quem busca uma vaga em que é preciso saber se expressar. Só não vale dizer que é extrovertido e no vídeo falar baixinho ou olhando pra baixo. Ficará óbvio que você está mentindo. Lembre-se que  bom senso sempre é fundamental.  


Invista em blogs e redes sociais para turbinar seu currículo

Sem mais artigos