Um membro da comunidade “Mate um Negro e Ganhe um Brinde”, do site de relacionamentos Orkut, foi denunciado à Justiça paulista no último dia 30. Nela, eram divulgadas mensagens de cunho racista e nazista.

Em um dos tópicos da página, os membros chegaram a discutir qual deveria ser o “brinde”. R.C., de 21 anos, dito que o prêmio “deveria ser a eliminação de todos eles”. No total, a comunidade tinha 16 seguidores; os outros 15 membros, todos fora de São Paulo, também estão sob investigação do Ministério Público Federal (MPF).

O Google teria identificado o internauta e a Justiça conseguiu um mandado de apreensão na casa do jovem. Segundo a MPF, no imóvel do acusado, foram recolhidos materiais com conotação racista – como o DVD <I>Skinheads – A Força Branca</i> e o livro “Diário de um Skinhead</i>.

Jovem é denunciado por comunidade racista no Orkut

Sem mais artigos
Sair da versão mobile