O Google desativou o e-mail de um usuário que recebeu por engano detalhes sobre as contas de mais de mil clientes de um banco. Segundo reportagem do Daily Mail, o Rocky Mountain Bank of Wyoming teria enviado as informações confidenciais sobre a conta bancária de 1.325 clientes.



Ao perceber o erro, o banco tentou entrar em contato com o dono da conta do Gmail e chegou a enviar um pedido para que o conteúdo da mensagem e seus anexos fossem apagados. Porém, o usuário não respondeu nenhuma das mensagens.



Com a recusa do Google de intervir sem uma ordem judicial, o banco então entrou na justiça para exigir que o site identificasse o titular da conta do Gmail.



O juiz James Ware, de um tribunal da Califórnia, acatou ao pedido do banco e ordenou na última sexta-feira (25) que o Google desativasse a conta imediatamente, além de também entregar os dados sobre o titular da conta.



Como o Google entregou as informações sobre a conta, o juiz permitiu então que a conta do usuário do Gmail fosse reativada. O banco também solicitou ao juiz que o caso fosse mantido em segredo de justiça, mas o pedido foi negado.

Juiz ordena que Google desative conta de usuário que recebeu email errado

Sem mais artigos