Keirrison de Souza Carneiro e Ronaldo Luis Nazário de Lima, ou K9 e Fenômeno para os leigos. Esses foram os dois personagens principais do clássico entre Palmeiras e Corinthians, domingo (dia 8), em Presidente Prudente, interior de São Paulo, válido pelo Campeonato Paulista. Na partida, Ronaldo marcou seu primeiro gol desde seu retorno aos gramados depois de pouco mais de um ano afastado por causa de contusão. Com isso, Corinthians e Palmeiras terminaram empatados em 1 a 1.


 



A equipe do VirgulaEsporte faz aqui um raio-x das duas estrelas desse clássico paulista, trazendo pra você tudo sobre a atual sensação do futebol brasileiro e o experiente ídolo que fez história por onde passou, principalmente na Seleção Brasileira. E já mostrou que está mais hábil do que nunca. E pronto, depois de 15 anos atuando na Europa, para dar seu show nos gramados brasileiros.


 



Keirrison ou K9



Natural de Dourados, interior do Mato Grosso do Sul, o jovem atacante Keirrison, de apenas 20 anos, é uma das gratas revelações do futebol brasileiro. Revelado nas categorias de base do CENE-MS, o atleta ganhou destaque e notoriedade nacional após sua passagem de sucesso pelo Coritiba, clube que defendeu entre 2006 e 2008. Ao todo foram 122 partidas com a camisa do Coxa e 65 gols, sendo que 21 deles saíram no Campeonato Brasileiro do ano passado, quando se tornou o artilheiro da competição ao lado de Kleber Pereira (do Santos) e Washington (Ex-Fluminense e atualmente no São Paulo).



O jogador despertou o interesse de diversas equipes após mostrar o seu faro de gol. No início de 2008, foi noticiado o interesse oficial do Palmeiras em contratar K9, através de uma parceira com a Traffic. Porém, a transferência não evoluiu devido a imbróglios nas negociações. Só que, um ano depois, o time paranaense cedeu as investidas do clube paulista e sua parceira e acabou negociando sua jóia mais valiosa.


 



Títulos



Campeonato Brasileiro da Série B: 2007 (Coritiba)
Campeonato Paranaense: 2008 (Coritiba)


 



Prêmios individuais



Melhor Atacante do Campeonato Paranaense de 2008
Melhor Jogador do Campeonato Paranaense de 2008
Chuteira de Ouro Campeonato Paranaense de 2008
Trófeu Mesa Redonda de 2008
Bola de Prata (Placar) – Artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2008
Chuteira de Ouro (Placar) 2008
Rei do Gol Brasileirão – 2008
Revelação do Brasileirão – 2008
Prêmio Friedenreich (Artilheiro) – 2008


 



Artilharia



Campeonato Paranaense de 2008 (18 Gols)
Campeonato Brasileiro de 2008 (21 Gols)


 




Ronaldinho ou Ronaldo Fenômeno



Carioca, boleiro e matador. Assim podemos resumir Ronaldo Luís Nazario de Lima, o Ronaldo Fenômeno. Revelado ao futebol pelo São Cristóvão do Rio de Janeiro em 1993, o atacante se profissionalizou no Cruzeiro no mesmo ano e daí pra frente foi só sucesso atrás de sucesso.


 



Após marcar 56 gols em 58 jogos disputados pela Raposa mineira, Ronaldo, até então chamado de Ronaldinho pelo seu porte franzino, foi convocado para defender a Seleção Brasileira na Copa do Mundo dos Estados Unidos, disputada em 1994. E o resultado? O título, é claro. Mesmo sem disputar uma partida com a camisa amarelinha no mundial, Ronaldo sagrou-se campeão.


 



Com a ascensão meteórica, o jovem atacante dentuço foi contratado pelo PSV, da Holanda. Em seguida ele seguiu seu caminho de sucesso pela Europa e defendeu os principais clubes do velho continente: Barcelona, Internazionale, Real Madrid e Milan.


 



O maior de todos, em Copas do Mundo



Detendor único da camisa 9 da Seleção durante os anos de 1995 e 2006, Ronaldo Fenômeno anotou nada menos que 74 gols em 112 partidas com a amarelinha. Vale lembrar que 15 destes tentos foram marcados em Copas do Mundo (1998, 2002 e 206), o que o consagrou como o maior artilheiro da história dos mundiais.


 



Títulos



Pelo Cruzeiro



Copa do Brasil (1993)


Campeonato Mineiro (1994)



Pelo PSV Eindhoven



Copa dos Países Baixos (1996)



Pelo Barcelona



Copa da Espanha (1997)


Supercopa da Espanha (1997)
Recopa Européia (1997)



Pelo Internazionale



Copa da UEFA (1998)



Real Madrid



Mundial de Clubes (2002)
Campeonato Espanhol (2003)
Supercopa da Espanha (2003)



Seleção Brasileira



Copa do Mundo (1994 e 2002)
Copa América (1997 e 1999)
Copa das Confederações (1997)
Olimpíadas – Medalha de bronze (1996)


 



Prêmios individuais



Três vezes eleito o melhor jogador do mundo pela FIFA: 1996, 1997 e 2002
Prêmio chuteira de ouro: 1997
Duas vezes melhor jogador da Europa pela revista Onze de Oro: 1997 e 2002
Melhor jogador na final do Mundial Interclubes: 2002
Três vezes melhor jogador do mundo pela revista World Soccer: 1996, 1997 e 2002
Troféu Bravo: 1997 e 1998
Duas vezes eleito o jogador Bola de ouro pela revista France Football: 1997 e 2002
Melhor jogador da Copa do Mundo pela FIFA: 1998
GoldenFoot: 2006


 



Artilharia



Supercopa Libertadores de 1993 pelo Cruzeiro: 12 gols
Campeonato Mineiro de 1994 pelo Cruzeiro: 23 gols
Campeonato Holandês de 1994/95 pelo PSV: 30 gols
Campeonato Espanhol de 1996/97 pelo Barcelona: 34 gols
Copa América de 1999 pelo Brasil: 5 gols
Copa do Mundo de 2002 pelo Brasil: 8 gols
Campeonato Espanhol de 2003/04 pelo Real Madrid: 25 gols
Maior artilheiro da história das Copas do Mundo pelo Brasil: 15 gols


Sem mais artigos