Depois de semanas seguidas com notícias evidenciando ainda mais o descaso nos estádios brasileiros, uma luz no fim do túnel. No lugar de brigas, violência e falsas promessas, a esperança de que, sim, soluções podem existir, e foi isso que se viu sábado, no Engenhão, no Rio de Janeiro.

Após a partida em que o Flamengo goleou o Resende por 4 a 0, torcedores do Rubro-negro não se comportaram bem e depredaram aproximadamente 20 cadeiras do estádio, que é um dos mais novos do país e que custou uma fortuna.

O que os torcedores não esperavam (a verdade é que ninguém espera…) é que o sistema de segurança conseguisse flagar o ato e algo fosse feito em repreensão a eles. Pois assim foi feito.

Três dos torcedores foram reconhecidos pelas câmeras e foram encaminhados para o 26ª DP,
no Méier. Eles terão de arcar com o custo de cada cadeira quebrada, pois o Botafogo, clube que administra o estádio, cobrará cada centavo do ato na Justiça.

Sem mais artigos