O produtor <b>Evan Rogers</b>, mentor da cantora Rihanna, falou publicamente pela primeira vez sobre o controverso caso da briga da barbadiana com seu namorado <b>Chris Brown</b>.

Em entrevista à revista <i>Entertainment Weekly</i>, o produtor disse que “achismos” de apresentadoras de talk shows como Oprah Winfrey e Tyra Banks, que pediram na TV que Rihanna não reatasse o relacionamento com Brown, não estão ajudando a cantora de <i>Umbrella</i> superar a agressão ocorrida em 8 de fevereiro.

“Parece que o mundo inteiro está dizendo a Rihanna como ela deve agir. No fim das contas, as pessoas esquecem que, se você tem 21 anos [como Rihanna], sua perspectiva de mundo é muito diferente. Esse tipo de coisa pode acontecer com qualquer um, seja celebridade ou não”, declarou Rogers.

“Ela está bastante ciente de tudo o que está acontecendo. Como qualquer outra pessoa, ela assiste TV e navega pela internet. E eu acho que saber o que os outros acham é importante para ela, só que há uma linha que divide dois lados: um no qual ela se importar com o que dizem por aí e outro no qual ela separa sua vida pessoal da sua vida profissional”, continou. “Ela está fazendo o melhor que pode e este é um momento muito difícil pelo qual está passando. Ela vai aprender muito com essa fase”.

“Acho que a maioria das pessoas ainda a veem como a vítima desta situação. Você vai ver sempre um monte de gente falar mal de artistas o dia inteiro na internet. Mas acho que quando a poeira baixar, vai ficar tudo bem com a Rihanna”. Rogers também negou os boatos que apontavam para um dueto entre Rihanna e Brown. “Não há nenhum dueto além de <i>Bad Girl</i>, uma canção lançada meses atrás”, concluiu.

Sem mais artigos