A Unicamp poderá deixar de utilizar a nota do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) em seu processo seletivo. A universidade já havia anunciado que não aceitaria o novo modelo de vestibular proposto pelo Ministério da Educação (MEC) mas não tinha divulgado outras informações.


 


Em entrevista ao G1, o coordenador da Comvest, comissão que aplica o vestibular da Unicamp, Leandro Tessler, justificou que o calendário ficaria muito apertado já que a divulgação do Enem ocorreria com menos de um mês de diferença para a prova da primeira fase.


 


Além de ressaltar que o novo formato da prova pode não ser interessante para a universidade, já que a primeira fase do vestibular já conta com questões mais contextualizadas, como é a proposta do MEC e aplicar as duas provas ficaria redundante. Tessler promete que a questão será pensada com cuidado.


 


Apesar das especulações a definição só deverá sair em junho, quando costuma ser divulgado o edital da prova.

Sem mais artigos