Após muito debate, o parlamento da Suécia aprovou uma lei que permite o casamento entre parceiros do mesmo sexo, nesta quarta (31). Seis dos sete partidos do parlamento aprovaram a proposta; o único que não aceitou a união entre homossexuais foi o partido dos Democratas Cristãos do país.

Segundo a democrata Yvonne Andersson, os políticos do partido cristão gostariam de manter “o conceito de centenas de anos de casamento”. Entretanto, grande parte dos políticos do país acredita que a mudança foi positiva.

A proposta foi aprovada com 261 votos contra 22 e 16 abstenções. A nova legislação passa a vigorar a partir do dia 1º de maio deste ano e substitui uma antiga medida, que foi aprovada em 1995.

Até então, com o modelo antigo, os casais poderiam se unir e receber apenas um registro do governo do país, que comprovava a união. Já a nova lei admite o casamento oficial. Entretanto, por ora, as mudanças não afetam as cerimônias religiosas entre homossexuais.

Sem mais artigos