O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, autorizou a Marinha americana a atacar os piratas somalis que sequestraram o capitão Richard Phillips caso este corresse perigo de vida.

A informação foi divulgada hoje em entrevista coletiva pelo vice-almirante americano Bill Gortney, o qual disse que a Marinha dos EUA decidiu atuar após determinar que Phillips enfrentava “perigo iminente”.

Gortney respondeu às perguntas de jornalistas na sala de imprensa do Pentágono em Washington por meio de uma teleconferência concedida a partir do Barein.

Segundo o vice-almirante, um grupo de forças especiais da Marinha americana decidiu intervir ao ver que as piratas do bote salva-vidas no qual Phillips estava retido apontavam fuzis AK-47 para o capitão.

Gortney afirmou que o comandante do navio de guerra americano “USS Bainbridge”, que estava a cerca de 30 metros do bote, deu a ordem de atirar contra os piratas ao considerar que o perigo era “iminente”.

O vice-almirante explicou que a Casa Branca deu “autoridade e orientações muito claras” para a tomada de uma ação militar caso a vida de Phillips estivesse em perigo.

Philips foi libertado hoje são e salvo em uma operação na qual morreram três dos quatro sequestradores.

O pirata que está vivo se encontrava a bordo do “USS Bainbridge” negociando a libertação de Phillips e agora está sob custódia policial.

Obama afirmou que a coragem do capitão é um “exemplo” para os americanos e assegurou que os EUA estão decididos a frear o aumento da pirataria na região.

Baixa Hits. A mais completa loja de Música digital da Internet está a um clique daqui!

Obama autorizou ataque para libertar capitão sequestrado por piratas somalis

Sem mais artigos