O ex-namorado de Britney Spears, Adnan Ghalib, foi ordenado a ficar pelo menos três anos afastado da cantora. Um juíz de Los Angeles estendeu uma ordem anterior contra Ghalib que ia expirar no dia 23 de março. A ordem também proíbe o paparazzo de qualquer contato físico, e-mail ou telefonema com os parentes, inclusive os filhos de Britney.

Outra ordem dada foi contra o ex-empresário da cantora, Sam Lutfi e o advogado Jon Eardley, após terem ido contra o que foi estabelecido pelo pai de Britney na época em que a cantora passou por uma fase caótica em 2008.

Os dois teriam entrado em contato com ela por um celular que lhe deram, quando Jammie Spears havia estipulado que ninguém teria contato com sua filha sem sua aprovação.

Sem mais artigos