st1:*{behavior:url(#ieooui) }

Quem acha que freqüentar academia é a única solução para acabar com os quilinhos a mais, está enganado. Fazer esportes ao ar livre é uma boa opção para quem não gosta daquele ambiente fechado, cheio de aparelhos e corpos perfeitos que desfilam pelas academias.

Segundo o professor da Triathon Academia, André Luiz Moreira Marques, “os benefícios da caminhada são principalmente para quem está iniciando um programa de atividades. Ela é ideal para trabalhar a função cardiovascular, melhorando o nível de condicionamento físico, para ajudar na perda de peso e fortalecer os músculos das pernas e do bumbum, além de reduzir a pressão sangüínea, os níveis de colesterol no sangue, o risco de doenças cardíacas, osteoporose, diabetes, estresse, entre outros. Ela é indicada para todo tipo de idade, porém respeitando sempre o limite de cada um”.

Para aqueles que já caminham e possuem condicionamento físico, a corrida passa a ser natural, pois o esforço exigido para manter a mesma frequencia cardíaca no treino obriga a acelerar o passo. “Mas é essencial que se façam exames antes da prática da atividade física para identificar possíveis doenças ou limitações físicas que impeçam a prática”, diz.

Se caminhar ou correr pode parecer difícil, a patinação mostra-se como uma alternativa para aqueles que querem fazer exercícios e se divertir ao mesmo tempo. “É também na patinação que os indivíduos têm conseguido melhorar seu nível de condicionamento aeróbico, emagrecer, fortalecer o corpo e até melhorar o humor e motivação para a vida. Isso porque a patinação sobre rodas é um potente exercício aeróbico com capacidade para aumentar o condicionamento cardio-respiratório tão bem como a corrida, por exemplo.”

“Devido a grande exigência física de seus movimentos, fortalece os músculos de todo o corpo e, principalmente, membros inferiores em um nível superior a corrida ou ao ciclismo. Outra vantagem desta atividade física é ser um exercício de baixo impacto causando metade da sobrecarga conseguida pela corrida, sobre as articulações. Para os indivíduos que estão acima do peso ideal, uma boa notícia é que seu gasto calórico é tão alto que pode ser comparado aquele conseguido na corrida”, conclui o professor.

– 1 hora de caminhada: pode ter queima de 500 calorias
– 1 hora pedalando: 600 calorias
– 1 hora de corrida: 800 calorias
– 1 aula de patinação: 500 calorias

O gasto calórico dos exercícios varia de pessoa para pessoa, dependendo do metabolismo de cada um (da genética e biotipo), do tempo e intensidade do exercício. Assim, o gasto calórico numa determinada atividade, difere de uma pessoa de 90 kg e uma pessoa de 50 kg.

Se for praticar esportes ao ar livre, nunca se esqueça de se hidratar, utilizar protetor solar, boné, óculos e roupas leves para o corpo transpirar melhor. “As vantagens são curtir o dia de sol, tendo uma boa relação com o meio ambiente. Também acaba com o estresse ao estimular a produção de endorfinas, provocando uma sensação de bem-estar”, conclui o professor.

Sem mais artigos