A pandemia de gripe suína pode estar relacionada a um acidente de pesquisa em algum laboratório no final da década de 70. É o que aponta um estudo publicado no veículo científico The New England Journal of Medicine.

Pesquisadores acreditam que o vírus, extinto entre os humanos, foi reintroduzido acidentalmente por cientistas e causou a pandemia em 1977, iniciada na Rússia e na China.

O alarme desse surto levou cientistas de todo o mundo a voltar a estudar o vírus, com amostras congeladas e armazenadas desde os anos 1950.

De acordo com Shanta Zimmer e Donald Burke, da Universidade de Pittsburgh (EUA), a gripe suína desapareceu entre os humanos depois que houve uma pandemia de outra linhagem do vírus em 1957. Depois, o H1N1 não foi detectado até janeiro de 1976, quando ocorreu um novo surto.

“Eu imagino que a maioria dos laboratórios possuía a linhagem dos anos 1950. Mas não podemos dizer qual deles deixou que ele acidentalmente escapasse”, disse Zimmer.

Desde 1977, a gripe suína reapareceu anualmente, mas só agora acabou se tornando nova pandemia.

Sem mais artigos