Um inglês sexagenário foi interceptado por policiais em uma ação cinematográfica quando andava breaco em sua scooter motorizada. O veículo é como uma cadeira de rodas motorizada e é muito utilizado por pessoas com problemas de locomoção. O carrinho tem velocidade máxima de 4.8 Km/h.

Eamonn Donohue, 62, saiu trêbado de um pub quando foi abordado por policiais e se recusou a parar. Duas barcas e uma van policial colaram no veículo do vovô e o cercaram por todo os lados. Ele tinha três vezes mais álcool na cabeça do que a lei permite, resultado de sete pints de cerveja (cada um tem 568 ml).

Depois de ser abordado pela equipe de policiais, passar 12 horas no xilindró e ter amostras de DNA e impressões digitais fichadas nos arquivos da polícia, Eamonn foi liberado. O aposentado não gostou nada da abordagem. “Eles queriam me algemar”, reclamou ao The Sun.

“A polícia vive dizendo que está com falta de recursos, mas usou oito policiais pra prender uma pessoa como eu” esbraveja Eamonn. “Quando bandidos invadiram minha casa a polícia levou três dias para chegar”.

Eamonn teve a carta de motorista suspensa por três anos, mas como ela não é obrigatória para dirigir a scooter, ele está liberado para dar seus passeios motorizados. E ele promete continuar voltando do pub com seu veículo. Ele tem artérias bloqueadas nas pernas e pode andar apenas alguns metros sem assistência.

Pensionista em cadeira de rodas é cercado por oito policiais

Sem mais artigos