Quem está preocupado com o aumento do custo de vida com toda essa história de redução das emissões de carbono para conter a avanço do aquecimento global, pode ficar um pouco mais tranqüilo. Uma pesquisa publicada pela revista New Scientist afirma que mesmo que o governo britânico, no caso, consiga cumprir a meta de reduzir 80% de suas emissões até 2050, os preços de produtos básicos como comida e roupas não subiriam mais que 2%. As exceções seriam o preço de passagens aéreas, que teriam uma inflação de até 140%, e de eletricidade, com aumento de 15%.

O custo de substituir as atuais fontes de energia poluentes, como o petróleo e o carvão, por modelos limpos é o que provocaria a variação. De acordo com especialistas citados pela revista, inclusive da prestigiosa London School os Economics, mesmo que a pesquisa seja apenas uma projeção ela mostra que é possível combater a mudança climática sem maiores prejuízos para a economia mundial.

Pesquisa mostra que redução de emissões de carbono não traria inflação no geral

Sem mais artigos