O crime chegou ao mundo animal. Um mergulhador foi assaltado por um polvo nas águas da Nova Zelândia. O molusco mão-leve (ou seria tentáculo-leve?) agarrou na câmera do turista e fugiu. Veja as cenas de perseguição no vídeo do link que está no fim do texto. Tenso.

Enquanto o fotógrafo amador Victor Huang fazia alguns vídeos debaixo da água com sua câmera nova, foi pego de surpresa por um polvo. Saído de trás de uma rocha, o molusco avançou sem piedade na mão de Huang, agarrando seu pulso. No desespero do susto, Huang acabou soltando a câmera, que parecia ser o alvo principal do polvo.

Depois de cinco minutos de perseguição, Huang, 31 anos, natural de São Francisco, Estados Unidos, conseguiu alcançar o bicho octópode. E ainda teve que lutar um pouco. Sorte que a câmera continuou filmando tudo.

Depois de liberar a câmera de 350 Libras (R$ 940), o polvo grudou no tripé. Como o bicho não largava de jeito nenhum, Huang resolveu levá-lo para passear. E não é que o polvo gostou? Parecia estar se divertindo. No final das contas o polvo nem devia ser ladrão, só estava brincando de pega-pega. O que é um alívio. Dá para imaginar oito braços batendo carteira?

Clique aqui e veja o vídeo que a câmera de Huang captou e cedeu para o jornal The Sun.

Sem mais artigos