Policiais
norte-americanos apreenderam cerca de US$ 1.2 milhão em drogas nos
três shows que marcaram o retorno da banda de rock progressivo
Phish, que não se apresentava ao vivo desde 2004, segundo a agência Celebrity News Service.

Mais de 75 mil pessoas estiveram presentes ao Hampton
Coliseum
no estado norte-americano da Virgínia, no último
fim de semana, quando a polícia local fez a massiva apreensão de
narcóticos após a maratona de três noites de shows.

194 fãs foram detidos
sob acusações de porte, consumo e venda de drogas ilícitas durante
os espetáculos, caracterizando o ocorrido como uma das maiores
batidas policiais da história dos shows de rock. O próprio
Phish pagou do bolso os 200 oficiais que fizeram a
patrulha, a segurança e as apreensões durante o evento.

Sem mais artigos