Em um jogo espetacular com quase 4 horas e meia de duração, Roger Federer conquistou seu 15º Grand Slam e se tornou o maior tenista de todos os tempos. O suíço teve uma dura missão em Wimbledon ante Andy Roddick, mas venceu por 3 sets a 2, parciais de 5/7. 7/6, 7/6, 3/6 e 16/14.

Essa foi a 19ª vitória de Federer em cima de Roddick em 21 confrontos entre os dois tenistas e quase ficou marcada por outro recorde do suíço. Com 50 aces no jogo, o atleta europeu ficou apenas 1 saque perfeito abaixo do croata Karlovic, que alcançou a marca 55 pontos de serviço contra Hewitt em Roland Garros deste ano.

Sampras esteve nas arquibancadas de Wimbledon, torneio que não ia desde 2002, para acompanhar a façanha de Federer. Já o suíço encantou novamente os ingleses e chegou ao hexacampeonato da competição.

Além de se tonar o maior tenista da história, Federer também superou outro rival seu. Rafael Nadal, que não disputou o torneio, deixou o posto de número 1 do mundo do ranking da ATP que agora pertence novamente ao suíço, local que o atleta havia deixado há 10 meses.

Federer ganhará o prêmio de 850 mil libras por ter sido o campeão de Wimbledon. Já o americano Andy Roddick ficará com 425 mil libras.

Roger Federer vence Roddick e se torna maior tenista da história em Grand Slam

Sem mais artigos
Sair da versão mobile