Sevilla e CSKA Moscou farão amanhã, no estádio Ramón Sánchez Pizjuán, o jogo de volta entre as duas equipes pelas oitavas-de-final da Liga dos Campeões, com ambas sonhando em fazer história na competição.

O time espanhol conseguiu chegar à fase seguinte do torneio uma vez, em 1958, quando foi eliminado pelo Real Madrid, e tentará agora superar o feito apostando nos gols do brasileiro Luís Fabiano.

Já o CSKA tem como objetivo chegar pela primeira vez em sua história às quartas-de-final da Liga. O resultado do primeiro duelo – um empate em 1 a 1 em Moscou – faz com que o Sevilla precise de um 0 a 0 ou uma vitória por apenas um gol de diferença para se classificar.

O técnico da equipe, Manuel Jiménez, terá apenas um desfalque para a partida, o do lateral-direito francês Abdoulay Konko. No ataque, Jiménez ainda não definiu quem será o parceiro de Luís Fabiano. Na disputa pelo posto estão o espanhol Álvaro Negredo e o malinês Frederic Kanouté, recém-recuperados de lesões.

“O CSKA tem alguns jogadores muito rápidos no setor ofensivo e pode ser muito perigoso mesmo jogando fora de Moscou. Apesar de termos a vantagem do gol marcado fora de casa, eles não têm nada a perder, e precisaremos ter muito cuidado em Sevilha”, disse o atacante da seleção brasileira.

A equipe russa, que vem de vitória no campeonato local sobre o Amkar (1 a 0), terá como principais armas no ataque o japonês Keisuke Honda e a jovem revelação Alan Dzagoev, de 19 anos. Outra referência do CSKA, o meia sérvio Milos Krasic não esconde a ambição de seu time.

“Estamos conscientes da força do Sevilha, mas vamos tentar jogar o nosso futebol. Vamos nos esforçar ao máximo para seguir na competição. Não será fácil, mas o CSKA tem qualidade suficiente para vencer, precisamos apenas manter nossa disciplina”, disse.

Prováveis escalações:

Sevilla: Palop; Stankevicius, Escudé, Dragutinovic e Adriano; Jesús Navas, Zokora, Fazio e Perotti; Negredo (Kanouté) e Luís Fabiano

CSKA Moscou: Akinfeev; Shchennikov, Vasiliy Berezutskiy, Ignashevich e Aleksei Berezutski; Krasic, Semberas e Mark González; Honda, Dzagoev e Necid

Árbitro: Viktor Kassai (Hungria)

Sevilla e CSKA duelam em busca de vaga nas quartas da Liga dos Campeões

Sem mais artigos