Sete terremotos abalaram as imediações de L’Aquila na noite da segunda-feira (22). Segundo as autoridades, ninguém ficou ferido. A cidade italiana de L’Aquila ficou devastada no dia 6 de abril por
um tremor que matou mais de 300 pessoas e deixou dezenas de milhares
sem casa.

O primeiro deles, com uma magnitude de 4,5 graus na escala Richter, foi registrado às 22h58 locais (17h58 de Brasília) nas cercanias de L’Aquila, a capital da região de Abruzzos, e foi o tremor mais forte desde a réplica de 13 de abril, que teve uma magnitude de 4,9 graus.

Durante a madrugada, novos tremores ocorreram. Foram constatadas réplicas entre 2 e 4 graus.

O terremoto de 6 de abril teve uma magnitude de 5,8 graus na escala Richter e um enorme potencial de devastação.

Sem mais artigos