Por causa das últimas orientações da Secretaria Estadual de Saúde, que recomenda mudança no cronograma de aulas por causa da nova gripe, a Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual Paulista (Unesp) e Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) decidiram adiar o início das aulas do segundo semestre para o dia 17 de agosto.

A informação foi confirmada nesta terça-feira (28) pela assessoria de imprensa da Unicamp. Já segundo a secretaria, a decisão de ampliar as férias escolares foi tomada depois da recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde) a respeito da propagação do vírus da gripe suína entre estudantes.

Em nota, o órgão também afirmou que “a recomendação visa reduzir a transmissão do vírus influenza A H1N1 no Estado de São Paulo e é válida para todos os estabelecimentos da rede pública de ensino, nos níveis fundamental, médio e superior”.

ESCOLAS E CRECHES

Alunos da rede estadual de ensino também só voltam às aulas no dia 17 de agosto. Conforme o secretário Paulo Renato de Souza, cerca de 20% das escolas estaduais retomaram as atividades, mas ele determinou que as aulas fossem suspensas.

A Prefeitura de São Paulo também decidiu seguir a recomendação da Secretaria da Saúde e suspendeu as atividades das 1.309 creches municipais. Até sexta-feira (31), as creches funcionarão normalmente para não atrapalhar rotina dos pais. O serviço atende 120 mil e volta ao normal a partir do dia 17.

RIO DE JANEIRO

As secretarias estadual e municipal de Educação do Rio de Janeiro informaram hoje que não vão prorrogar as férias de suas redes de ensino, apesar da Influenza A (H1N1), a gripe suína. Por isso, tanto a rede municipal quanto a rede estadual irão reiniciar suas aulas na próxima segunda-feira (3).

A Secretaria Municipal de Educação do Rio divulgou nota informando que vem tomando todas as medidas necessárias para prevenir a gripe suína. Na última sexta-feira (24), a secretária Claudia Costin enviou uma carta aos diretores de escolas, pais e alunos com informações sobre como se prevenir da doença.

Na carta, é pedido aos diretores que eles mantenham as salas limpas e arejadas. Aos pais e alunos, é recomendado que eles redobrem a atenção com relação aos cuidados básicos de higiene, como lavar as mãos com frequência, com água e sabão.

USP, Unesp e Unicamp adiam início das aulas por causa da gripe

Sem mais artigos