O designer e arquiteto de informação do Virgula, Luca Lauri, também é um super DJ.

Residente dos clubes Vegas e Loca, em São Paulo, e Dama de Ferro,
no Rio, Luca não perde tempo quando o assunto é música. Ele conseguiu o
disco Ciao Tiga!, novo CD do produtor e DJ canadense
Tiga, semanas antes do lançamento, marcado pro
próximo dia 27.

Abaixo vão as impressões do designer (de dia) e DJ (à noite):

Ciao Tiga!

Faixa 1: Beep Beep Beep: Pop adorável, groove bom e batucada no final. Letra fofa.

Faixa 2: Mind Dimension: Essa já tinha saído. Música mutante, com pé cravado na acid house. Boa pra tocar na Loca.

Faixa 3: Shoes: Uma das letras mais bobas dos últimos tempos. Mas a música é ótima. Diz que a voz é da Madonna.

Faixa 4: What You Need: Synths pesados tipo maximal, batidão electro, vocal doce. Esquisitinha boa.

Faixa 5: Luxury: BPMs mais baixos. Gostosa de ouvir como uma boa música do Human League. Luxo e riqueza.

Faixa 6: Sex O’Clock: Tech-house supérfluo, tic-tac, tic-tac…

Faixa 7: Overtime: BIG, pra encher a pista. Vai crescendo e empolgando. Pit-stop nos anos 90.

Faixa 8: Turn The Night On: Parece um cover de Modern Love do Bowie, mas não é. Electro-pop previsível.

Faixa 9: Speak, Memory: Essa poderia estar na trilha de Flashdance. Dance rasgado e chiclete. Adorável após a 3a audição.

Faixa 10: Gentle Giant: Reduzindo a marcha. O refrão só pode ser sample de Dry the rain do The Beta Band.

Faixa 11: Love Don’t Dance Here Anymore: Começa pianinho mas vira uma boa disco, à la Moroder.

Sem mais artigos