A programação musical da Virada Cultural é geralmente o maior destaque do evento. Mas depois de cinco anos, muita gente já cansou de rodar a cidade atrás dos shows e hoje prefere um cinema (clique aqui para ver todas as opções) ou um bom espetáculo de teatro, dança e até eventos mais específicos.

O Virgula resolveu fazer um guia com opções interessantes para todos os gostos. A primeira grande dica é o monólogo Simplesmente Eu, Clarice Lispector, escrito, dirigido e atuado por Beth Goulart. Quem teve a oportunidade de assistir a atriz no monólogo Dorotéia Minha, sabe que ela emociona no palco. As apresentações  às 18h, no domingo (16), no Centro Cultural Banco do Brasil.

Na peça, a filha de Paulo Goulart e Nicete Bruno encarna Clarice Lispector, por meio de texto extraído de depoimentos, entrevistas, correspondências e trechos de seus livros Perto do Coração Selvagem e Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres, além dos contos Amor e Perdoando Deus. O espetáculo conta a trajetória da escritora em busca do entendimento do amor, através de suas dúvidas e contradições. Vida, morte, Deus, maternidade, literatura e amor estão entre os temas abordados.

Assista um vídeo do Festival de Curitiba com trechos da peça e comentários de Beth Goulart sobre o espetáculo:

Ddomingo, às 19h, tem Escola de Mulheres – de Molière, com elenco bem conhecido composto por Oscar Magrini, Erik Marmo, Thais Pacholek, Cris Bonna, Flavio Faustinioni e Gerardo Franco, cobrança de ingresso (bilheteria: (11) 7420-1520). Do original L’École dês femmes, do dramaturgo francês Molière, a peça estimula reflexões sobre individualismo, poder, moral, amizade, confiança e relacionamento.

O Espaço Parlapatões (Praça Roosevelt, 158), sede do grupo Parlapatões, Patifes e Paspalhões, vai apresentar Cartas a um Jovem Poeta, com texto de Rainer Maria Rilke e adaptação de Ivo Müller. Baseada na troca de correspondência entre o poeta e um jovem indeciso entre a carreira militar ou literária e com trechos da correspondência com Lou Salomé, das Elegias de Duíno e dos romances Ewald Tragy e Os Cadernos de Malte Laurids Brigge.

Teatro via internet

Neste ano, o mega portal de espetáculos Cennarium (R. Álvares Penteado, 112, em frente ao Centro Cultural Banco do Brasil) participa da Virada com exibição de peças via internet. Será montado um telão para que as pessoas assistam comédias, dramas, romances e outros gêneros.

No chão, será posto um tapete vermelho para que as pessoas sentem ou deitem como se estivessem assistindo algos na sala de casa com os amigos.

Nerdices

Se você é Orgulho Nerd, seu lugar na virada é na Praça Roosevelt. Lá acontece a Dimensão nerd, evento que reúne diversos fã-clubes para trocar ideia sobre suas séries prediletas, livros, seriados, jogos, RPGs, filmes, mangás ou animes e ainda assistir a apresentações dos vários grupos existentes de cada tema (como o Conselho Jedi e o Conselho Branco).

Diversos artistas serão convidados para customizar um Toy Art. As peças terminadas ficarão expostas na HQ MIX, e serão sorteadas entre os participantes ao final do evento.

Completam a programação, dessa vez no Vão do MASP a atividade Jornada Nas Estrelas, às 10h de domingo. Em seguida, às 11h, desfile Star Wars e de outras fantasias. No estacionamento, no sábado às 18h tem abertura das exposições 24h Estúdio Melies, Estúdio Hard Replics, Mythos Editora, Devir Livraria e Editora JBC. No mesmo horário rolam demonstração de jogos de tabuleiro e abertura da Arena de Games. Às 23h00, discotecagem sci-fi, cartoon e anime e, às 08h, exibição de filmes medievais

Dança

Optou pela dança nesta edição da Virada? O seu lugar é na Estação da Luz, onde vai rolar o Palco da Dança. As atrações são bem diversificadas, como uma homenagem a Roseli Rodrigues, pela Raça Cia de Dança de São Paulo, às 19h30, pouco depois tem Tango Sob Dois Olhares, da mesma companhia. Às 21h, rola Diários de Viagem, da Omstrab.

Outro grande destaque pra quem gosta de música e Joy Division é o espetáculo de dança She’s Lost Control, da Cia. Vitrola Quântica, livremente inspirado na clássica canção da banda de Manchester. A apresentação acontece tarde, às 5h de domingo, mas vale a pena esperar.

Valem a pena ainda conferir à 01h10, Baseado em Fatos Reais, da Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira Cia de Dança, às 02h20, Diálogo, de Jean Abreu e Guga Stroeter.

Veja um guia de teatro, dança e "nerdices" da Virada Cultural 2010

Sem mais artigos
Sair da versão mobile