O site Yahoo! conseguiu elevar seu lucro no segundo trimestre do ano e demonstrar que as medidas de economia impostas por Carol Bartz, sua nova delegada, conseguiram compensar a queda de anúncios publicitários.


 


A empresa obteve um lucro líquido de US$ 141,4 milhões entre março e junho deste ano, 8% a mais que nos mesmos três meses de 2008.


 


O faturamento, no entanto, seguiu acusando a queda na despesa em publicidade online. O Yahoo! registrou uma queda em seu volume de negócios de 13%, para US$ 1,573 bilhão, e demonstrou que está mais vulnerável à crise que seu concorrente Google.


 


No entanto, as medidas de economia conseguiram compensar este efeito e manter o capital flutuando. Sob o comando da nova delegada, que ocupou o cargo em janeiro, o Yahoo! cortou sua equipe em 5% , o que representa aproximadamente 700 postos de trabalho.


 


No total, a Yahoo! terminou o trimestre com uma equipe de 13 mil funcionários, 1.300 a menos que há um ano. Tim Morse, responsável pelas finanças da empresa e especialista em contenção de despesas, que chegou à Yahoo! por indicação de Carol, disse que o portal conseguiu reduzir suas despesas em cerca de 25%.


 


“Houve de tudo neste trimestre, mas estou satisfeito que tenhamos conseguido controlar os custos”, disse Morse hoje, em uma entrevista à imprensa americana.


 


Coincidindo com a apresentação de resultados, o Yahoo! anunciou hoje mudanças no design de sua página inicial, que será a maior modificação no aspecto do portal em seus 15 anos de história.


A última vez que o site da Yahoo! modificou sua página inicial foi em 2006.


 


O novo design do Yahoo.com, que será lançado hoje (21) nos EUA e chegará posteriormente a outros países, tem como principal objetivo permitir os internautas a terem uma visão do que acontece na internet, sem ter de abandonar a página da Yahoo!, explicou a companhia.


 


Carol espera que a nova página ajude a revitalizar a empresa e a aumentar seus anúncios publicitários, ao restabelecer o portal como porta de entrada da internet.


 


Embora o Yahoo! ainda seja um dos sites mais populares da rede, com 570 milhões de visitas registradas em maio, segundo a ComScore, a companhia não conseguiu manter o ritmo inovador do Google e sofre cada vez mais com a concorrência das redes sociais como o Facebook ou o Twitter.


 


“Nossa nova página inicial é um exemplo perfeito de nosso esforço para criar produtos inovadores, destinados a aumentar a implicação dos usuários”, disse Carol.


 


Os analistas também esperavam que a Yahoo! apresentasse hoje alguma informação sobre seu possível acordo com a Microsoft que, segundo os rumores que circulam desde a semana passada, poderia ser anunciado em breve, mas não houve nenhum comentário a respeito na apresentação dos resultados.


 


O blog All Things Digital, propriedade de The Wall Street Journal, assegurou que as duas companhias fecharão uma aliança propagandista, após a fracassada oferta de compra lançada pela Microsoft sobre a Yahoo! no ano passado.


 


O acordo obrigaria a Microsoft a pagar bilhões de dólares para utilizar a sessão de buscas na internet da Yahoo!, assegurou o blog. A Microsoft publicará seus resultados do segundo trimestre de 2009 na quinta-feira.




 

Sem mais artigos