Uma pessoa que observa essa obra de arte do ângulo errado é capaz de achar que trata-se somente de uma pilha de sucata. No entanto, quando visto de frente, o “amontoado de lixo” revela-se um elaborado retrato. Essa ilusão de óptica é uma das especialidades do artista francês Bernard Pras, autor da obra.

A instalação reproduz um retrato do carteiro francês Ferdinand Cheval, responsável por construir, ao longo de 33 anos, o Palácio Ideal, na França, um dos ícones da arquitetura naif.

Além dessa obra, Bernard Pras também já produziu, por meio do princípio da anamorfose, retratos de Van Gogh, Francis Bacon, Manet, Andy Warhol, entre outros personagens da história e da cultura mundial.

Sem mais artigos