O biólogo marinho Vladimir Burkanov compartilhou nesta semana registros raríssimos de um filhote de foca com uma pelagem “ruiva” e olhos claros, que chamaram a atenção dos internautas.

Trata-se de um animal albino encontrado na ilha Tyuleny, no leste da Rússia.

A visão impressionou até mesmo o profissional, que publicou as imagens em seu Instagram no último domingo (6). “Uma foca albina é algo raro… [A pelagem] parece mais avermelhada do que branca. Ele é um exemplo claro de albinismo, não tem nem pigmentação em seus olhos”, explicou Burkanov. O quadro provavelmente prejudica sua visão.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Vladimir Burkanov (@bigdaddivladi) em

O biólogo o apelidou de Patinho Feio, uma alusão ao conto “O Patinho Feio”, de Hans Christian Andersen. Na história, um suposto patinho é perseguido e feito de chacota por ter nascido extremamente diferente de seus irmãos. No fim, ele descobre que não se encaixava em sua antiga família porque era um cisne e não estava sozinho, existiam outros como ele.

Na vida real, há um risco do filhote ser rejeitado pelo bando. O biólogo explicou ao site Daily Mail que se isso ocorrer, especialistas estão prontos para intervir a fim de auxiliar sua sobrevivência.

Burkanov observou que o animal parecia bem alimentado e ativo, um indicativo que a mãe dava bastante leite. Mas apesar de não ser totalmente excluído, era evitado.

“Outras focas não prestam muita atenção nele de uma maneira um pouco preocupante, então há algo de errado. Mas não estava sendo perseguido ou mordido por elas”, explicou ao veículo.

Segundo o Daily Mail, a chance de encontrar uma foca albina é 1 em 100 mil.

Sem mais artigos