Enquanto tem gente que reclama de ciclofaixas instaladas em cidades brasileiras, lá na Noruega, mais especificamente na cidade de Lillestrøm, as autoridades dão tanta importância ao uso da bicicleta que pagaram dinheiro vivo às pessoas que estavam pedalando pelas ruas.

Há poucas semanas, cada pessoa de bicicleta parada por fiscais recebeu 100 coroas norueguesas (o equivalente a R$ 37), de acordo com o site Clean Technica. Ao todo, foram distribuídas 10 mil coroas (R$ 3,7 mil) no “pedágio ao contrário”, que durou algumas horas.

A iniciativa procurava premiar as pessoas que incentivavam o uso de um meio de transporte mais “limpo e eficiente”.

“O pedágio ao contrário aponta para um importante fato, o de que fazer as pessoas andarem e pedalarem produz lucro para a sociedade”, explicou Ole Jacob Flætene, prefeito de Lillestrøm.

Será que funcionaria aqui no Brasil?

Sem mais artigos