A Universidade japonesa de Kioto apresentou nesta segunda-feira um protótipo de recipiente portátil para as células-tronco usadas na medicina regenerativa, que permite sua conservação durante 24 horas e facilita assim seu transporte por grandes distâncias.

O projeto foi desenvolvido por pesquisadores dessa universidade do oeste do Japão em cooperação com 14 companhias privadas, entre elas alguns fabricantes eletrônicos, segundo informou a agência “Kyodo”.

O transporte de células-tronco por grandes distâncias “é uma prática cada vez mais importante”, devido à extensão da medicina regenerativa, assinalou a professora associada da universidade de Kioto, Tomoki Aoyama, em declarações ouvidas pelo mesmo veículo.

Os recipientes permitirão conservar e transportar durante 24 horas as células-tronco mesenquimais, usadas habitualmente na regeneração de ossos e cartilagens.

Os dispositivos têm peso de entre 3 e 4 quilos, o que facilita que sejam transferidos por apenas uma pessoa, e estão construídos com materiais que conservam o interior a uma temperatura estável e em condições assépticas.

Embora tenham sido desenhados de forma específica para as células-tronco mesenquimais, os pesquisadores disseram que estão trabalhando no desenvolvimento de outros recipientes para células-tronco pluripotentes induzidas (iPS), capazes de gerar a maioria dos tecidos

Sem mais artigos