Hoje é segunda-feira, um dia após resultado das eleições que deram à Dilma Roussef o segundo mandato para a nossa presidência. O que não faltou foram xingamentos e revolta com o resultado nas urnas, dando tons de vilã para nossa presidenta. E se um vilão de verdade fosse eleito? Um cara tipo o… Darth Vader?

Pois na Ucrânia isso é possível, já que Darth Alekseyevich Vader (nome real do maluco) é um dos candidatos ao cargo de primeiro-ministro (cargo semelhante ao da presidência) do país europeu. No último domingo (26) ele foi inclusive impedido de votar por não retirar o seu capacete. Com certeza um golpe dos Jedis.

O candidato chegou em um carro preto enorme com o símbolo da República Galáctica, governo fictício da série Star Wars. Ele declarou ser triste que ele não possa votar e diz ainda ter esperanças de que seu “império” vá ganhar.

Darth Vader está disputando as eleições pelo Partido da Internet, que também conta com o Chewbacca, Princesa Amidala e o grande Mestre Yoda. O slogan do partido é “governo eletrônico contra a burocracia”.

Esse figuraça era conhecido como Viktor Shevchenko e mudou seu nome para Darth Alekseyevich Vader. Além disso ele prometeu que, chegando ao parlamento, vai expulsar todos os deputados, sem exceção. “Eles provaram sua inutilidade… computadores irão trabalhar no lugar deles e ainda preencherão suas funções sem cessar”, resume o Lorde Sith.

Qual tipo de discussão de Facebook você prefere: petistas contra tucanos ou jedis contra os siths? Eu prefiro pegar a pipoca e assistir.

Sem mais artigos