Na tarde do dia 2 de maio, um tumulto aconteceu em Chongqing, na China. Na frente de muitos espectadores, um grupo de funcionários se ajoelhou e começou a engatinhar no chão da rua, em torno do Monumento da Libertação.

Não muito tempo depois, a polícia local chegou e tentou persuadir os funcionários a sair, mas eles se recusaram. Soube-se depois que era um “exercício de desafio” para os funcionários de uma empresa de cosméticos.

“Através da investigação, descobrimos que este foi um exercício que uma empresa de cosméticos deu a seus funcionários para capacitá-los a lidar com pressão. A polícia já os persuadiu a sair, e também criticou os diretores da empresa.”, dizia a nota emitida pela polícia local, reproduzida pelo site “Weird Asia News”.

Ao ver esta cena, um monte de espectadores tirou fotos e  filmou o que aconteceu e postou em vários sites de redes sociais. A empresa de cosméticos foi muito criticada por ter obrigado os empregados a fazer tal ato.

Veja só o vídeo:

Sem mais artigos