Um grupo de esposas de militares do Reino Unido escalou montanhas em temperaturas abaixo de zero para tirar as roupas para um calendário de caridade. As mulheres ficaram peladonas em plenas montanhas escocesas para a sessão de fotos, realizada pelo fotógrafo escocês Jim Furness, que cuidadosamente selecionou as locações.

“Fazia menos de 4°C no caminho até a montanha e quando tiramos nossas roupas parecíamos estar em um freezer”, disse Emma Matias, de 29 anos, ao site Orange. Doze mulheres participaram da sessão de fotos, que aconteceu em Braemar, nas montanhas escocesas, no último outono, e em uma praia em Aberdeenshire, durante o verão.

Sarah Bennett Thurston, de 36 anos, teve a ideia do calendário porque queria fazer algo positivo. Na sexta edição, os fotógrafos que já participaram do projeto “Garrison Girls” têm o cuidado de não identificar as modelos.

O nu também é tratado de forma peculiar, explorando a sensualidade de mulheres normais, com estrias, celulites e varizes, sem ser explícito. O dinheiro arrecadado ajuda a tratar militares com Transtorno de Estresse Pós-Traumático. Os calendários 2014 custam cerca de trinta reais e podem ser comprados no site do projeto.

Esposas de militares se despem em calendário para ajudar vítimas de trauma

Sem mais artigos