Tem algo de misterioso em pessoas que decidem abandonar a sociedade para viver sozinhos em algum rincão do mundo. Disposto a entender esse mistério, o fotógrafo russo Danila Tkachenko se embrenhou no meio da mato para encontrar e fotografar ermitões.

Apesar de não entrar em detalhes sobre os seus personagens e onde as fotos foram feitas, as imagens de Danila revelam detalhes da vida de pessoas que parecem se equilibrar entre a paz interior e o esforço constante para sobreviver.

“Enquanto exploro essa experiência, é importante para mim entender se é possível se livrar da dependência social e se distanciar do público para o subjetivo – e, assim, se aproximar do seu eu interior”, conta Danila sobre o trabalho.

Na página do fotógrafo, dá para ver outros ensaios dele.

Sem mais artigos