A rede de televisão “Fox News” pediu desculpas nesta sexta-feira (28) a seus telespectadores por transmitir as imagens de uma perseguição policial que culminou de forma surpreendente com o suicídio de um suspeito no Arizona.

 

“Realmente nos equivocamos. Estamos todos muito tristes. Estas imagens não deveriam ter sido veiculadas”, explicou Shepard Smith ao vivo, apresentador do informativo.

A “Fox News” estava transmitindo uma perseguição policial no Arizona, com imagens a partir de um helicóptero, quando de maneira súbita o suspeito sai do veículo, percorre alguns metros, saca uma pistola e atira na cabeça.

Smith assinalou que a transmissão tinha um atraso de cinco segundos, justamente para evitar que imagens inapropriadas fossem veiculadas, mas que falharam na hora de cortar a tempo a transmissão.

“Pessoalmente peço desculpas sobre o que acaba de acontecer. Isso foi ruim, e não voltará a acontecer sob minha responsabilidade. Sinto muito”, acrescentou Smith após um abrupto corte para a publicidade.

A transmissão ao vivo de perseguições policiais nos EUA é habitual em algumas redes de televisão do país. 

Sem mais artigos