A preferência por roupas cor-de-rosa e balé fez com que Oskar, de 6 anos, virasse alvo de bullying em Jönköping, Suécia. Os abusos constantes tiveram uma conclusão trágica. Ele saiu da escola depois de levar uma facada no pescoço.

O jornal sueco Jönköpings-Posten contou que Oskar já tinha reclamado com seus pais por ser chamado de “menina” e de “gay”, além de sofrer outros tipos de agressão. Ele havia sido excluído do convívio social na escola.

O incidente na semana passada, no qual o garoto de seis anos acabou com uma ferida contundente no pescoço, foi o limite para os pais. Eles mudaram o garoto de escola e fizeram uma reclamação oficial ao “Inspetorado de Escolas” (Skolinspektionen), o órgão regulamentador da educação na Suécia.

Os familiares de Oskar ficaram ainda mais revoltados por ficarem sabendo da agressão pelo próprio filho e não pela diretoria da pré-escola, que classificou a facada como “pequeno incidente”.

“Eu não quero que meu filho estude em uma escola que considera uma facada como uma “incidente pequeno”, disse a mãe de Oskar ao Jönköpings-Posten.

via The Local

Garoto de 6 anos leva facada por vestir cor-de-rosa

Sem mais artigos