Em 1995, três artistas se reuniram para criar uma obra de arte enorme no Saara oriental, próximo ao mar vermelho, em El Gouna, no Egito. O grupo intitulado The D.A.S.T Arteam, que era formado por Danea Stratou (artista), Alexandra Stratou (designer industrial e arquiteta) e Stella Constantinides (arquiteta), passou dois anos deslocando cerca de 8.000m³ de areia para criar a obra chamada “Desert Breath”, que, ao todo, ocupa 100.000m². 

Depois de 17 anos, a instalação continua lá, facilmente visível no Google Earth. A obra é um espiral formado a partir de formas cônicas, ecoando formas e padrões depreendidos da natureza. “Localizado entre o mar vermelho e um corpo de montanhas, bem no lugar onde a imensidão do mar encontra a imensidão do deserto, a obra funciona em dois níveis diferentes de perspectiva: do alto, como uma imagem, e do chão, como um caminho em espiral, como uma experiência física”, explica o time para o portal “Demilked”.

“O trabalho foi enraizado no nosso desejo comum de trabalhar no deserto. Para nossos olhos da mente, o deserto é um lugar onde a experiência é infinita. Nós encaramos o deserto como uma espécie de estado da mente, como um terreno mental. Nossa escolha para o uso de formas cônicas foi justamente a formação natural da areia enquanto material”, completam.

O site “Demilked” trouxe uma galeria de imagens da obra e o Virgula Inacreditável traz para você. (Veja o vídeo abaixo!)

 

Sem mais artigos