O designer gráfico grego Polis Dimitriadis é um cara antenado com as novas tecnologias, mas que mantém um pé na classe e na beleza dos objetos antigos. Ele criou a linha de pen drives BAT, em que recicla objetos “retrô” – como tubos de TV, filmes de fotografia e Playmobil – para construir, à mão, os drives portáteis.

“Uma segunda chance dada aos objetos antigos é bom não só para o meio ambiente, mas também uma grande surpresa pelo resultado final. Um produto novo, útil e legal”, diz Polis.

Os pen drives, vendidos por meio do site Etsy, custam entre US$ 30 (o equivalente a R$ 90) e US$ 105 (o equivalente a R$ 315).

Sem mais artigos