Custou bem caro aos cofres da cidade de Portland, em Oregon, a “brincadeirinha” de Josh Seater. O rapaz, de 21 anos, foi flagrado por câmeras de segurança quando fazia xixi em um reservatório de água e, por isso, nada menos do que 30 milhões de litros de água foram desperdiçados.

O prejuízo foi de cerca de US$ 36 mil, segundo o jornal local The Oregonian. Mas o responsável pelo departamento de água da cidade, David Shaff, achou melhor não arriscar e mandou drenar todo o conteúdo do reservatório. “Ninguém quer beber xixi, e eu não quero ter que lidar com as pessoas que ficariam infelizes por eu estar servindo xixi na água delas”, justificou.

Mas, apesar de tudo, Seater não foi preso e nem mesmo multado. Quando se deu conta do tamanho da burrada, o rapaz até declarou estar arrependido, e disse à emissora KATU-TV que “sabia que tinha feito algo errado assim que terminou de fazer (xixi)”. Só que a essa altura já era tarde e toda a água tinha ido embora.

A cidade de Oregon tem cinco reservatórios de água a céu aberto, e existe um projeto de aproximadamente US$ 80 milhões para cobrir todos eles. Mas, para um professor de toxicologia da Universidade Estadual de Oregon, Dave Stone, o tal xixi nem é o mais grave dos problemas.

“É um comportamento inadequado. Mas quantos animais fazem isso? Ou pássaros? Não consigo pensar em nada que me preocuparia, quimicamente falando”, disse. Stone se mostrou preocupado mesmo foi ao saber que outros cinco amigos de Seater estavam atirando objetos na água, já que ninguém sabe exatamente o que eles jogaram lá.


Sem mais artigos