Alex Bellini, um aventureiro italiano, resolveu chamar a atenção para o aquecimento global de uma forma bem diferente: durante 12 meses, sua casa será um iceberg.

O italiano se descreve como “um pouco louco”, até porque remar sozinho através de três oceanos diferentes ainda não satisfez sua loucura.

O ex-estudante de finanças, de 36 anos, sairá procurando um iceberg adequado para se morar – se é que isso existe – no final de 2015, na região da Groenlândia.

Assim que achar seu lar ele passará 12 meses vivendo em seu iceberg próprio, enquanto o bloco de gelo derrete lentamente.

Para se alimentar, ele levará 300 kg de alimento desidratado. Os equipamentos de Alex funcionarão a partir de um gerador manual, e assim ele continuará conectado mesmo enquanto estiver no iceberg. Ele se abrigará em uma cápsula que é normalmente encontrada em plataformas de petróleo no oceano.

“Eu quero provar como a velocidade do derretimento do gelo aumentou drasticamente durante as últimas décadas”, disse o italiano ao Motherboard.

E você reclamando que sua casa fica gelada no inverno, né?

Sem mais artigos