Quase um filho

Arquivo Pessoal Elenilton posa com sua obra

A gastronomia brasileira certamente é uma das mais peculiares do mundo. Pizzaria Bate-Papo e pão de queijo de Nutella estão aí para provar isso. Os felizardos que passam pela pastelaria Cheppitos, em Fortaleza (CE), também podem dar graças a deus por terem nascido neste país. Elenilton Sampaio da Cunha, dono do estabelecimento, diz que estaria rico “se ganhasse 20 centavos por cada fotografia” que tiram de seus pastéis. Tanta curiosidade vem do fato de que o seu pastel mais famoso mede 1,5m. Isso mesmo, um pastel mais alto que Flávia Saraiva, nossa ginasta olímpica favorita.

Elenilton conta orgulhoso que o seu “Gigante Cheppitos”, como ele chama o pastel de 1,5m serve 26 pessoas, ou seja, você precisa de muitos amigos ou de uma família bem grande para degustar a iguaria sem ter uma indigestão. Pergunto se alguém já teve a audácia de comer um inteiro sozinho e ele se assusta e afirma que é impossível, uma vez que a delícia pesa cerca de 10kg.

Para não ficar nenhuma dúvida

Arquivo Pessoal Para não ficar nenhuma dúvida

Elenilton começou no ramo da gastronomia em 1994, quando abriu o Ciclo Burguer, restaurante famoso no Ceará, que está até hoje na ativa, onde serve pizza e hambúrguer. Lá, o fortalezense começou a colocar em prática suas invenções e fazer os pastéis gigantes. A brincadeira começou modesta, com um pastel de “apenas” 40cm, que apelidou de “Pastel Gigante”. Um tempo depois veio o “Carga Pesada”, de 50cm, e não demorou muito para chegar o “Jumbo”, de 70cm.

Elenilton, que é filho de um dono de restaurante e teve uma oficina mecânica, onde personalizava motos Harley Davidson, uniu os seus conhecimentos gastronômicos com os seus conhecimentos mecânicos na hora de criar os pastéis gigantes. Para o pastel de 1,5m, precisou inventar uma fritadeira especial, que passou por dezenas de testes antes de ficar pronta. “Demorou até chegar na temperatura ideal”, conta.

Só nessa fritadeira para fazer um pastel de 1,5m

Arquivo Pessoal Só nessa fritadeira para fazer um pastel de 1,5m

A inspiração e fascinação por coisas grandes veio de Terra de Gigantes, série da década de 60 na qual uma nave de seres humanos caia em um planeta parecido com o nosso. No entanto, lá tudo era 12 vezes maior, incluindo as pessoas, e os “intrusos” eram chamados de “pequeninos”. “Nós nos tornamos pequeninos perto deste pastel”, diz Elenilton, com o orgulho de quem realizou um sonho de criança.

Toda essa ousadia está sendo recompensada. Elenilton já está abrindo a sétima unidade do Pastel Cheppitos no Ceará e tem planos de abrir uma em São Paulo, na Avenida Paulista, no ano que vem. Além disso, no dia 27 de setembro, o Cheppitos irá receber a visita do Ranking Brasil para confirmar o recorde de maior pastel do país. O sucesso é tanto que o pasteleiro afirma que a sua esposa passa a noite inteira respondendo mensagens da imprensa e de curiosos sobre os pastéis.

E o céu é o limite para este homem. Em janeiro de 2017, Elenilton pretende lançar um pastel com o comprimento que celebra a chegada do novo ano: 2,17m, o “Titanic”. Difícil pensar em uma maneira melhor de comemorar a virada. O estabelecimento ficará pequeno para tamanhas ousadias? Não sabemos dizer, mas acompanharemos com curiosidade as cenas dos próximos capítulos.

 

Sem mais artigos