O fotógrafo canadense Mark Brodkin, de 45 anos, chega a ficar meses pesquisando e passa horas no mesmo local, tentando conseguir o clique perfeito e perfeita mentes simétrico para suas fotos. O resultado são imagens que parecem tiradas em frente a espelhos gigantes.

“Eu viajo o mundo todo para fotografar as paisagens mais bonitas que eu posso encontrar. Na minha busca por imagens incríveis me aventurei por diversos lugares. Passei meses pesquisando os lugares na internet, antes de chegar até lá. Também usei livros de fotografia para conseguir inspiração e informação”, detalhou o fotógrafo ao “Daily Mail”.

Segundo ele, uma vez que chega ao local, normalmente ele o explora e faz testes de luz. Em seguida retorna para ver o sol nascer ou se pôr. “Na maioria das vezes preciso de várias viagens ao mesmo lugar para conseguir a imagem que estou procurando”, revela. Entre os cenários eternizados por Mark estão paisagens do Canadá e EUA.

O experiente fotógrafo, no entanto, diz que nem sempre é tão difícil conseguir a foto perfeita. “Algumas vezes, estou dirigindo meu carro, faço um clique e tenho a foto instantaneamente. Em outros caos, chego ao local e até acampo durante a noite, pois as melhores imagens, geralmente, são conseguidas no nascer ou no pôr do sol”, ensina.

A imagem preferida do artista, Pristine Bells, foi feita em Maroon Bells, em Aspen, nos EUA. Veja essa e mais fotos na galeria do alto da página.

Sem mais artigos