Stephen Dockerill começou a engordar depois do misto de desilusão com alguns relacionamentos mal sucedidos e um trabalho onde era completamente sedentário. O inglês de 48 anos, chegou aos 209 kg e precisou passar por uma cirurgia de redução de estômago, para perder peso e voltar a ter uma vida normal. Mas, o que parecia uma maravilha, se tornou um transtorno. Ele emagreceu 114 kg e a pele que sobrou virou uma barriga flácida gigantesca e pendurada, que só o atrapalha. 

O excesso de pelanca, que vai do peito até o joelho, impossibilita o homem de exercer tarefas simples como caminhar, usar o banheiro e até dormir. “É como ser um prisioneiro em meu próprio corpo. Estou feliz por não pesar mais 200 kg, mas eu vivo completamente isolado por causa dessa pele que sobrou”, conta ao “The Sun”. 

“É difícil fazer as tarefas diárias, como andar, se vestir e até mesmo ir ao banheiro. Minha barriga gigante pendurada atrapalha tudo. Eu não tenho intimidade com uma mulher há mais de 11 anos. Coisas que a maioria dos homens tomam como simples, eu não consigo fazer”, explica.

Segundo Stephen, ele ainda sofre com dores nas costas e joelhos, além de sentir uma agonia insuportável quando anda por muito tempo, já que a barriga fica balançando. “Quando me sento, a pele chega até os tornozelos e, às vezes, preciso colocar almofadas embaixo para dividir o peso”, lamenta. 

Para resolver o problema, Stephen espera fazer uma nova operação, para retirar o incômodo. Ele já recebeu a autorização para consultar um especialista do sistema público de saúde britânico, mas ainda não há data para a cirurgia. 

Para depois da abdominoplastia, ele tem planos. “Há tantas coisas que eu quero fazer. Usar roupas de tamanho normal, dormir de costas e, acima de tudo, encontrar um grande amor. Eu mal posso esperar para me livrar dessa barriga para sempre”, sonha. 

Stephen antes de emagrecer. 

Inglês perde mais de 100 kg e agora sofre com excesso de pele em sua barriga

Sem mais artigos