Quando alguém fala “ah, fulana é instrutora de ioga”. Que imagem vem na sua cabeça? Uma mulher magra, superflexível e longilínea, seria a resposta da maioria. O restante, provavelmente não saberia o que esperar.

A norte-americana Jessamyn Stanley é a prova viva de que isso é bobagem. Aos 27 anos, ela apavora no assunto. Começou em 2011, e não parou mais. Já tem amis de 40 mil fãs no Instagram, onde se descreve como “entusiasta da ioga e fêmea gorda”.

Recentemente, no entanto, ela deixou de ser apenas uma entusiasta, completou o curso e agora é oficialmente uma instrutora de ioga. Em entrevista ao site Cut, ela contou que espera inspirar muitas mulheres com sua história. Cá entre nós, já conseguiu, certo?

À revista People, ela contou que as pessoas não sabem realmente até onde podem ir: “Muitas pessoas gordinhas não sabem do que são capazes, acham que aquilo não é para elas, e acabam impondo limites. Elas até pensam que podem fazer algumas posições, mas descartam a parada de cabeça ou de mãos. Elas dizem: ‘somos muitos gordas’”.

Independente de você ser magrinha ou gordinha, não vá tentando fazer por conta própria. Procure um especialista para fazer a coisa direito.

Coisa linda, né?

Sem mais artigos