Reprodução Tigre na Escócia

Assim que um morador de Hatton, na Escócia, chamou a polícia local para informá-los sobre um tigre em seu galpão de animais, os oficiais correram para ajudá-lo. Afinal, um animal daquele porte fatalmente colocaria as 200 vacas daquele fazendeiro em perigo.

Vários veículos, incluindo uma equipe armada, foram até a fazenda. “Eu tomei o maior susto da minha vida”, disse o fazendeiro Bruce Grubb, de 24 anos, ao The Scottish Sun. Na ocasião, Grubb estava dando uma festa em casa e tinha deixado seus convidados por um instante para verificar suas vacas grávidas.

Reprodução Scott

“Eu estava atento, porque as vacas podiam precisar de mim a qualquer momento, então, eu não estava bebendo. Foi aí que o vi sentando por ali”, contou.

Quando os oficiais chegaram, cercaram o local. Antes de enfrentar o alvo, eles até contataram um zoológico local para ver se eles tinham dado conta que um tigre havia fugido. Após 45 minutos de cerco, o tigre não se moveu um milímetro e foi aí que as suspeitas começaram.

Reprodução Tigre na Escócia

E adivinha só?! O tigre era de pelúcia. O inspetor George Cordiner disse à BBC que o uso de armas de fogo é uma “prática padrão” quando há uma ameaça em potencial para o público.

“Nosso objetivo final é proteger o público e manter nossos agentes seguros quando confrontados com situações incertas”, disse ele. “Até que você saiba exatamente o que você está lidando, todas as opções devem ser consideradas”, completou.

Reprodução Tigre na Escócia

“Agradecemos que fosse uma falsa chamada feita com genuína boa intenção”, afirmou. A história da trapalhada foi parar no Facebook da polícia local e foi aí que viralizou.

 

Internet está morrendo de rir com esses policiais que acharam que iriam enfrentar um tigre

Sem mais artigos
Sair da versão mobile