Recordes de resistência do corpo

Stig Severinsen (foto) detém o recorde de maior tempo segurando a respiração debaixo d'água: 22 minutos, o equivalente a um episódio inteiro de Friends. O dinamarquês, que detém quatro recordes de mergulho livre, possui Ph.D. em medicina e pratica ioga.
De que se tenha registro, a pessoa que mais viveu foi a francesa Jeanne Louise Calment (foto). Ela nasceu em 1875 e morreu em 1994, aos 122 anos e 164 dias. Ela passou por duas guerras mundiais, vendeu lápis de cor para Vincent Van Gogh na loja de seu pai e apareceu em um filme, atuando, aos 114 anos de idade.
O mágico Hezi Din quebrou o recorde de outro mágico, David Blaine, ao permanecer 64 horas dentro de um cubo de gelo (foto) com temperatura inferior a 0ºC. Din usava apenas calça jeans e camiseta dentro do bloco de oito toneladas. Centenas de pessoas foram à praça Rabin, em Tel Aviv, acompanhar a performance.
Duas pessoas compartilham o recorde de bebê nascido mais prematuramente (menos de 5 meses de gestação), tendo sobrevivido. Eles são Frieda Mangold, que nasceu em 7 de novembro de 2010, na cidade de Fulda, na Alemanha, e James Elgin Gill, nascido em 20 de maio de 1987, em Ottawa, no Canadá. Ambos vieram ao mundo com pouco mais de 450 gramas e se recuperaram com saúde.
Imagina passar um ano e quatro meses à deriva no mar. Foi o tempo que o capitão japonês Oguri Jukichi e um de seus marinheiros, Otokichi, passaram perdidos no Oceano Pacífico, entre 1813 e 1815. O navio em que estavam foi avariado em uma colisão com outro barco, e eles tiveram de se alimentar de grãos de soja e beber água destilada do mar até serem resgatados na costa dos Estados Unidos. A estátua da foto, em Nagoya, celebra a aventura.
Para este escriba, que mal consegue plantar uma bananeira, este recorde é... incrível. Wang Zonghua conseguiu ficar 1 minuto e 5,71 segundos na posição de 'bandeira humana', algo que exige muita força e uma porrada de equilíbrio (vai tentar fazer isso no pau do metrô para ver como é difícil).
Outro recorde de gente em boa forma. O ultra-atleta George Hood detém seis recordes no Guinness, entre eles o de maior tempo na posição de prancha abdominal: 3h 7 min e 15 s. E o mais incrível: ele alcançou a marca quando já tinha seus 55 anos.
Depois do desabamento de uma rocha, em 2010, 33 mineradores ficaram sem acesso à saída da mina de San José, no Chile, onde trabalhavam. Eles ficaram isolados do mundo e comiam a cada 48 horas para economizar comida. Chegaram a pensar em devorar o primeiro que morresse. Eles foram resgatados um a um.

Se você acha que aguentar discussões políticas alheias no Facebook é um teste de resistência deveras difícil, saiba que, muito provavelmente, você sobreviverá. Afinal, tem gente que sobreviveu depois de ficar 22 minutos sem respirar. Tem gente que nasceu com menos de cinco meses de vida e sobreviveu. E tem gente que ficou três horas na posição de prancha abdominal e está inteirinho, andando por aí.

Na galeria aqui em cima, o Virgula Inacreditável reuniu oito recordes de resistência do corpo humano que são bem insanos. Dá uma olhada.

Já prendeu o ar por 22 min hoje? Conheça 8 recordes loucos de resistência do corpo humano

Sem mais artigos