Todo mundo sabe que casamento é compromisso sério e significa inúmeras mudanças na vida dos noivos. No caso dos jovens, essa mudança pode ter ainda um peso maior , já que a vida desregrada e o tempo da curtição tem que dar lugar à responsabilidades que, muitas vezes, adolescentes ainda não estão preparados para assumir. Por outro lado, tem gente que escolhe esse caminho e jura que essa experiência pode dar certo. Imaginar como seria a vida de casado todo mundo faz, mas o Virgula separou o depoimento de duas jovens que realmente se casaram cedo para mostrar o que pensa uma esposa adolescente:

“Tenho 19 anos e casei há um ano e meio. Sou muito feliz com a minha vida, pretendo ficar grávida em breve para constituir família. Casei por causa da minha religião, mas também por amor, e por querer ter uma vida certa, meus pais são divorciados e eu nunca tive muita estabilidade em casa. Meu marido é uma pessoa maravilhosa, nos damos muito bem. No começo eu estranhei ter ele do meu lado todos os dias, ter que dividir tudo com alguém dá uma certa crise de individualidade. Mas, depois de um tempo, percebi que compartilhar tudo é mais positivo do que negativo, eu tenho um companheiro que me ajuda em tudo e sei que estará do meu lado para o resto da minha vida!

Algumas amigas não entendem minha atitude, até porque quem casa jovem, geralmente, engravidou por acidente. Eu não ligo, claro que já tive minhas dúvidas, mas, sinceramente, não me imagino vivendo sem meu marido. Não trocaria ele por nenhuma balada ou pela tal liberdade de que tanto falam. A minha liberdade é poder construir minha vida ao lado da pessoa que amo”, diz A.C, 19

“Eu casei cedo e já me separei também. Acho que sou muito nova pra estar casada, quero ir para festas, conhecer novos homens. Fui casada 2 anos, me casei com 18 anos, quando engravidei, e me separei com 20, mas não me divorciei no papel ainda e nem tenho coragem porque a separação é recente. Foi uma experiência boa, eu aprendi que quando você se casa, você não tem sua própria vida, é tudo em dobro. Para você poder fazer alguma coisa, a outra pessoa tem que concordar, você não tem decisões só suas. Por outro lado, porém, quando você está indecisa, tem alguém para te ajudar, tem alguém para compartilhar os seus problemas, suas alegrias.

Eu acho que casar cedo é burrice, por mais que pense tem certeza do que está fazendo, ache que ele é o homem da sua vida, você não precisa lavar as cuecas dele e nem mesmo ter que se preocupar em alimentá-lo. Infelizmente todos os homens são iguais, uns piores e outros menos piores. Acho que casar pesa muito nas responsabilidades e, no final, você mal consegue ser feliz, é uma coisa muito complicada e requer muita paciência! Quando nos casamos muito jovens, mal sabemos o que é a vida, a experiência que passamos ainda não é suficiente pra encarar um casamento nessa idade”, conta Manuela Mangaravite, 20

Jovens que casam cedo: isso dá certo?

Sem mais artigos